Moradores da Charnequinha fazem ato pedindo reabertura de creche

A creche está fechada há dois meses e até agora a prefeitura não deu nenhuma resolução para o problema

Da Redação do Plantão Cabo

Os moradores da Charnequinha, no Cabo de Santo Agostinho, organizaram na manhã desta sexta-feira (05), um ato público para denunciar a situação da Creche do bairro. A entidade, que beneficiava as crianças da comunidade, está fechado há dois meses. São diversos problemas, como rachaduras, infiltrações, janelas danificadas e a falta de segurança. O último problema que culminou no fechamento da creche foi o roubo da bomba d´água.

Segundo Verônica Lima, dona de casa e mãe de uma criança que se favorecia dos serviços da creche, nesses dois meses ela está tendo de ficar em casa para tomar conta da filha, pois não tem com quem deixar a filha para ir trabalhar. Ela informa que até agora a prefeitura não se posicionou sobre o que seria feito para resolver a situação.

Denise Maria da Conceição, moradora da comunidade e ex-funcionária da creche, explica que, quando funcionava, os funcionários da creche serviam a comida na hora certa, davam banho, as crianças tinham um tratamento bom, mas o que sempre foi um grande problema, além da estrutura, era a segurança. Segundo ela, não há nenhuma pessoa fazendo a segurança da creche. “As mães trabalham, os pais também e a creche servia como uma \’mãe\’ para essas crianças”, disse.

Ela ainda completa que a situação está muito difícil para as mães, muitas delas estão deixando de trabalhar porque não têm esse instrumento. “Muitas crianças, que gostam mais de estudar, choram pedindo pra ir pra creche, mas não podem ir porque ela não está funcionando, chega a ser triste”, disse.

Segundo Roseane da Rocha, dona de casa, três de seus netos utilizavam a creche até ela fechar as portas. Ela explica que as mães que precisam trabalhar estão perdendo dias de trabalho porque muitas vezes não têm onde deixar os filhos, outras saem de porta em porta pedindo para que alguém fique com o filho para poderem trabalhar. “As mães saem de casa para trabalhar e têm que procurar um e outro para deixar o filho”, disse revoltada.

RESOLUÇÃO – O vereador Ricardinho (PPS) estava no ato. Ele explica que a situação da creche está muito complicada, são diversos problemas que vão desde a área estrutural, até a questões de segurança. Para tentar resolver a situação ele foi com uma comissão  ao Ministério Público do Cabo de Santo Agostinho cobrar resoluções do governo municipal.

A visita ao MPPE do Cabo aconteceu no mesmo dia do ato e, segundo a assessoria do vereador Ricardinho (PPS), as mães foram recebidas pela promotora Henriqueta de Belli Leite de Albuquerque, da Vara privativa da Infância e Juventude, que enviou uma notificação à gestora da creche solicitando mais esclarecimentos em relação ao abandono. O próximo encontro da comissão de mães com a promotora será na quinta-feira (11/03) às 9h.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 4.827 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: